RELATÓRIO DA CGU: Sessão polêmica na Câmara de Vereadores de Pedras de Fogo-PB


A sessão desta manhã(25), da Câmara de Vereadores Casa Antônio Pereira Gomes, de Pedras de Fogo, no Litoral Sul da Paraíba, foi bastante polêmica e todo o debate foi em cima do Relatório da CGU - Controladoria Geral da União, que apontou diversas irregularidades, na gestão do Prefeito Dedé Romão(PSB).

A sessão que estava lotada de populares, teve início às 10h e durou cerca de duas horas e meia, onde o Presidente da Câmara Itamar Monteiro(PSB), abriu a sessão com um voto de pesar à família do ex-delegado de Pedras de Fogo Severino João de Andrade, que faleceu no último dia 22, do corrente ano.

Sobre o Relatório da CGU, Itamar falou que a Câmara não foi notificada em nenhum momento, e que está à disposição, aguardando qualquer órgão competente, que não se furtará de fiscalizar qualquer indício de irregularidades. O vereador frisou o tempo todo, em sua fala, que está à disposição para qualquer órgão público de investigação.



A reportagem do PBPE ouviu os vereadores da OPOSIÇÃO e SITUAÇÃO, do município de Pedras de Fogo que estavam presentes. Nelson da Uma(PRB), líder da oposição, disse que junto com os demais vereadores do bloco irá investigar o parecer da CGU, e que sobre o mesmo, uma comissão será instaurada para analisar todas as denúncias, afirmando ainda que os culpados serão punidos.

Wilson Coelho(PSB), líder do Governo na Câmara, disse que vê com tranquilidade o Relatório emitido pela CGU, que teve todas as defesas sobre o mesmo e que o prefeito(Dedé Romão), está tranquilo quanto à sua lisura. Disse ainda que auditorias estão sendo realizadas em todos os municípios, através de sorteios. E finalizou, dizendo que o prefeito tem feito um trabalho transparente.

LEIA MAIS: Relatório da CGU mostra superfaturamento em Pedras de Fogo-PB

Na plenária, o vereador Jurandir de Danda falou que a prefeitura não respondeu o relatório, e que quem errou, vai ter que pagar.

Já o vereador Wilson Coelho, rebateu lembrando as obras inacabadas da antiga gestão(referindo-se ao período governado pela ex-prefeita Clarice Ribeiro, como a CVT, ALÇA VIÁRIA e o HOSPITAL REGIONAL, que ainda estão sendo investigadas.



Mais um que tomou a palavra, Jonas Campineiro(PSB), em sua fala, disse o seguinte: “Vou cumprir com o papel de vereador que é de fiscalizar a administração, e que ninguém está acima da lei, e que a lei tem que ser cumprida! Não estou aqui para agradar prefeito, e sim, a população que confiou a mim mais de 1.200 votos, onde honrarei cada um deles. Quero aqui deixar bem claro que, não faço mais parte do governo municipal!”, enfatizou Jonas Campineiro.

Após essa fala de Jonas Campineiro, sobre o seu categórico afastamento da base Governista, o presidente municipal do PSB, Valdinho Romão, disse que vai avaliar junto ao partido, o posicionamento do vereador em questão.

Vereadores da Situação presentes:

Ninho da Mangueira (PDT)

Itamar Monteiro (PSB)

Zeca Empeleiteiro (PT)

Wilson Coelho (PSB)

Claudio Vapor (PDT)

Vereadores da Oposição presentes:

Leléo do Alternativo (PSD)

Zé de Duda (PRB)

Jailson do Casadinho (PMDB)

Jurandir de Danda (DEM)

Jonas Campineiro (PSB)

Nelson da Una (PRB)



PBPE


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CRIME BÁRBARO: Professor de História é assassinado com 31 facadas em Pedras de Fogo-PB (FOTOS/VÍDEO)

Corpo carbonizado é encontrado dentro de Canavial em Itambé PE

ABUSAVA SOBRINHAS: Polícia Civil de Itambé prende estuprador